sábado, 3 de abril de 2010

Ajoelhou tem que rezar

O tempo foi incerto, águas turvas, presumo, impediram a enxurrada usual de beleza, humor e inteligência no nosso pote. Mas tudo bem, o tempo pascoal é de renovação e, assim, deixei magnânima mais um dia sem pote novo. Tempo perdido? Pelo menos a nanica está viva e nos brindou com uma pérola que afirma sem pudor a minha ausência de inteligência e memória. Talvez por isto, ano após ano, eu ainda me quede encantada ante a epítome: sexta-feira da paixão. Conheço o significado do termo, mas como é lindo!
pai.xão1
sf (lat passione) 1 Sentimento forte, como o amor, o ódio etc.2 Movimento impetuoso da alma para o bem ou para o mal. 3Mais comumente paixão designa amor, atração de um sexo pelo outro. 4 Gosto muito vivo, acentuada predileção por alguma coisa. 5 A coisa, o objeto dessa predileção. 6Parcialidade, prevenção pró ou contra alguma coisa. 7Desgosto, mágoa, sofrimento prolongado. 8 Os tormentos padecidos por Cristo ou pelos mártires.

Luz e sombra, a paixão é assim, de movimento impetuoso da alma a sofrimento físico prolongado. Fico, por mais um minuto, matutando. Deve ser por isso que não curti tanto assim aquele filme do Mel Gibson, faltava, creio, uma alma atormentada pra que o corpo fosse, todo ele, sofrido. Gosto do livro da Clarice, A Via Crucis do Corpo, ali sim, temos almas em desalinho, corpos mutilados, amores doces e machucáveis, parcialidade, tesão, beleza. Sim, tudo isso é belo. Um molejo de amor machucado, diz o poetinha. Mas, então. É a propósito de quê? Ficamos assim, no nosso pote a refletir:

Amar é sofrer, eu vou te dizer, mas vou duvidar...

PS. Eu não queria perder o mote da Semana Santa, por isso enfiei goela abaixo esse pote. Mas proponho que a discussão interessante que a nanica trouxe fique em suspenso e seja o pote da próxima semana...que acham?

2 comentários:

Danielle disse...

Eita! Esse vai ser difícil, vai ver que é porque meu humor anda pra lá de ótimo! rsrsr

Borboletas nos Olhos disse...

Cara dani, como estou de excelente humor demorei a entender seu comentário. Mas acho que não deve ser tããããooo difícil assim você falar de amor, né?