sábado, 26 de junho de 2010

Um Pote Atrasado ou Uma Proposta Indecente

O mundo dá muitas voltas, tantas que fiquei tonta e deixei o tal cavalo selado passar ou qualquer outra comparação que vocês queiram pra dizer que eu vacilei e não me toquei que era a minha vez. Pronto, podem apontar o dedo e dizer "iiiihhhh!!!".

Eu não tenho dificuldades pra pensar em tema, mas tenho uma grande dificuldade em escolher UM tema. Fico querendo que seja genial. Divertido. Inspirador. E começo: "ah, esse a Dani ia adorar...mas não, não, não é bom pra Joie" ou "Eita, esse ia ser muito engraçado, mas não, não dá, tem gente comprometida nesse blog" e por aí vai. Querer agradar, acho que essa é uma característica da amizade. Entre tantas. Eu acredito no querer bem. O que mantém as palavras nesse blog senão isso?

E aí, uma proposta arrojada, intempestiva, provocante. Vamos ter dois temas esta semana? Não vale escrever o mesmo post com os dois juntos. Um post pra cada, certo?

1) Sobre a amizade...vamos falar do que é ser amigo, os vínculos, as dificuldades, os momentos de grande alegria, nossos grandes amigos, qualquer coisa que quisermos sobre este tipo especial de amor.

2) Por que escrevo nesse blog? é isso aí, o segundo post é uma provocação pra gente pensar sobre esse espaço que amamos (eu amo, ora bolas).

É isso. Agora o momento brega especial. Algumas já conhecem, mas não custa rever. Amo vocês.

Eu também tenho!

Pensei muito essa semana pra postar, achei que não tinha nenhuma mania, perguntei pra Gabi, pro meu amor, li cada post. É claro que acabei achando uma porção.
Fiz descobertas. Descobri que não posso passar em frente a um espelho, que lá estou me olhando... rsrs, e não é porque sou linda não! Olho por olhar, olho e as vezes gosto do que vejo, outras vezes não. Olho de novo e outra vez...
Outra mania: de limpeza, essa foi lembrada pela Gabi, acho normal querer as coisas todas muito limpinhas, cheirosinhas, etc, mas minha filha diz que sou exagerada, então por causa dela citei.
Mais uma: mania de pensar demais, essa foi elencada por uma amiga que sempre me diz "teu problema é que tu pensa muito", rsrs, acho que é verdade, vou devagando, associando livremente, as vezes nem sei de onde começei, dou umas fugidas bem legais e as vezes descubro coisas que deviam ter ficado por la.
Tem também: a mania de amar! Essa lembrei no post da borboleta e aumentada pelo meu lindo. Não sei mais viver sem amor! Tenho ideia fixa, teima e desejos imoderados de estar ao lado de quem amo, de faze-lo feliz, de acarinhar, de xamegar, vixe! a mania é grande!
E tem também a mania de vir todo dia por aqui pra ver se tem algum post novo, mesmo que ja tenha aberto meu e-mail e não tenha nenhuma mensagem do blog eu só sossego depois de vir no só miolo de pote!
Será que tenho salvação?

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Uma ruma de manias

Foi confortante saber que as mioletes, poderosas, maravilhosas e inteligentes também têm suas manias. Porque eu as tenho em ruma. Lavar as mãos (tô falando de mania mesmo), procurar coisas no google (tudo, tudo mesmo), estalar e cutucar os dedos, dormir com um paninho no rosto, etc, etc. Tenho também as manias de fases (por exemplo, já tive a fase de contar as calorias também, ou melhor, pontos). Atualmente, uma mania que tá bombando no meu cotidiano é procrastinar. E tá muito bem descrita no vídeo seguinte:


video

quinta-feira, 24 de junho de 2010

TV

Uma das minhas maiores manias é ligar a TV.....Sempre.

Independente de eu ir fazer outra coisa, mudar de ambiente, de ir dormir rapidamente (nos dias que chego só o caco), eu ligo a TV. É impressionante.
Já chegou no absurdo de eu, sozinha em casa, estar com as TVs do quarto e da sala ligadas ao mesmo tempo.... pior, no mesmo canal.

Acho que a culpa é da minha família (sempre barulhenta). Ai, agora, com a minha casa silenciosa, eu sinto falta....
Minha mania está tão grande que chego na casa da minha mãe, ligo a TV de lá e vou fazer alguma coisa em outro lugar da casa..... só vejo é alguém (mãe ou pai) perguntando quem tava assistindo o que.... xxxxxiiiiiiiiiiii
Sei que está mania é ecologicamente incorreta e tô tentando parar.
Mas, na maioria das vezes, é mais forte que eu.

Outra mania relacionada a TV é ficar mudando os canais durante o intervalo.
Descobri que esta ação não é simplesmente para verificar qual programa está sendo exibido nos outros canais pois há ocasiões que rodo os canais todos umas duas vezes (sempre na ordem do menor para o maior) durante um mesmo intervalo comercial.
Já teve episódios de eu nem saber mais qual programa tava assistindo.....rsrsrsrs

E vcs? Tem "problemas" com TV?

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mania(s)

Tenho mil e quinhentas manias!!!
Brincar com as pontas do meu cabelo. É quase um tique nervoso, mas estou em fase de desintoxicação!!
Adquiri 2 novas manias fazendo dieta: contar calorias e me pesar.
Mas acho q a mais grave é checar e-mail. Essa tem até direito a crise de abstinencia... ficar mais de 2 dias sem ver e-mail me dá tremedeira (kkk)

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Ainda sobre a copa do mundo...

Eu tenho mania de esportes: Copa do mundo, olimpíadas, olimpíadas de inverno, liga mundial... Se tivesse um campeonato mundial de bolinha de gude, e fosse transmitido, eu assistia. Juro que assistia. Mais a mania que eu vou escrever (se eu escrever até 6a), vai ser outra. Se eu não escrever outra, fica essa: dois posts em um!

Porque sobre a copa do mundo de 2010, há de se dizer: se você está assistindo pelos belos espécimes (vide post borbolético), deve tá feliz... Tem homem bonito, tem homem gostoso, tem homem de tudo que é jeito (inclusive não-homem, dialeticamente falando...). Mas se você tá assistindo pelo futebol em si, deve tá pensando: cadê os gols? Fora o jogo de hoje de Portugal, e os jogos da nossa "hermana" Argentina, o negócio tá ruim... Nosso artilheiro, usando a mão! Ninguém merece...

Então, amiga miolete, entendedora (ou não) do futebol bretão, me ajuda na construção desse post (via comentários): o que você sugeriria para a FIFA, a fim de aumentar o número de gols nos jogos, para ficar um placar legal, parecendo jogo de basquete, ou placar de um set de vôlei?

Eu pensei em algumas coisas:
* Amarrar as mãos do goleiro. Ele poderia usar a cabeça, pernas, pés e peito... Ia ser legal.
* Jogar ataque contra defesa, um tempo cada um. Na tempo do ataque, você ganha 2 jogadores extras.
* Acabar com essas regras bestas, como impedimento. Deixa o cara plantado lá na cara do gol, a bola entrando, tá valendo...
* Cada gol que o goleiro levar, ele bebe uma dose de cachaça... depois do 3º gol, pode até soltar as mãos do bichin... (Olha só: ia dinamizar o jogo e alavancar a economia brasileira)

E você, pensou em alguma?

Maníaca dos Blogs

"Meu coração tem mania de amor"(1), podia ser o meu post desta semana mas, aí, imaginem o sofrimento de passar a semana com tão poucas palavras. Pois é, minha mania é escrever blog, eu acho. E lê-los. E comentá-los. Não à toa, denominada maníaca dos blogs.

Mas, se fosse um dois toques no futebol, seria assim:

1. Aferro a uma ideia fixa: ser feliz.
2. Por ext. Capricho, teima: não fazer exercícios físicos.
3. Desejo imoderado: tenho, rsrs.

E se fosse pra dizer a verdade, somente a verdade, nada mais do que a verdade:
Mania de você de tanto a gente se beijar (mandar beijos),
de tanto imaginar loucuras (...)
A gente faz amor por telepatia, no chão, no mar, na lua, na melodia (2)

(1) Foi um rio que passou em minha vida - Paulinho da Viola
(2) Mania de você - Rita Lee

sábado, 19 de junho de 2010

Sras Mioletes e suas manias

Mioletes,
Pensei muito, muitão, até sair fumaça e ficar fedendo. Queria puxar um pote relacionado ao anterior, mas nada, nadinha.
Então vai um pote nada a ver mesmo: manias
Antecipando o trabalho da Borboleta-
mania
s. f.
1. Aferro a uma ideia fixa.
2. Por ext. Capricho, teima.
3. Desejo imoderado

Então, quais são suas manias?

ASA

Copa do mundo, heim!!!

Adoro a farra da galera, só presta assistir com muita gente, pra ter barulho, vaia, xingamento pra mãe do juiz, sabe aqueles gritos de HUUUUUUUUUUUUUUUU. Adooooooooro!!!!!!!!
São quatro anos pra se preparar pra este momento, e também comprar muitos acessórios verde e amarelo é claro.
Sabem como é mídia, consumismo, stress, enfim capitalismo mundial, fantástico!!!!

Pois é, mas copa do mundo e futebol, pra mim, são duas coisas completamente diferentes.

A Copa é o momento de farra!!! De patriotismo, acho fantástico como acreditamos desacreditando na nossa seleção assim como acreditamos desacreditando em nosso país. E aí a gente sublima a descrença na gritaria, na sacanagem mesmo, como é típico de todo brasileiro.

Já futebol, bem sou do grupo do S do ASA, porque pra mim existem três grupos futebolísticos no Brasil, e sempre acabamos por nos encaixar em algum deles:

os APAIXONADOS, aqueles que acompanham os campeonatos, conhecem jogadores, táticas, posições, treinadores e conseguem até como numa partida de xadrez raciocinar lá na frente e prever o que provavelmente vai acontecer.

Os SIMPATIZANTES, que como eu, acham legal, mas não tem paciência de assistir 90 minutos de jogo; que se esforçam pra entender o que é um empedimento mas que na hora H sempre erram; que até sabem o nome de alguns jogadores, mas por algum motivo muito específico (pernas lindas, rostos de modelo, ou aqueles que fazem muuuuuuuuuuuitos gols, porque adoro gritar Gooooooooooooooooooool).

Se a gente não assiste um jogo é normal, se a gente não sabe quem tá na frente do campeonato é normal, se a gente não sabe nem se existe campeonato também é normal porque no fundo no fundo pra gente futebol é legal!!

E tem a turma dos Aversos. aqueles que não gostam e que ainda acham infundada essa comoção nacional por futebol, "ô besteira essa ruma de homem correndo atrás de uma bola, falta do que fazer!!!"

E aí ainda dava pra filosofar muito sobre os motivos q nos fazem fazer parte destes grupos e da necessidade de tê-los, mas aí eu deixo pra borboleta que gosta bem mais destas análises profundas que eu.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O copo, ops, a copa

Assim como pra Li, pra mim copa é sinônimo de reunião, petisco e cerveja. Mas seguindo a lei de Borboleta, não entendo PN, torço muitão, adoro quando o Brasil faz gol, e odeio quando leva. É isso. Nunca entendi o que é impedimento porque quando alguém tenta me explicar, mergulho no fantástico mundo de Nanica. E por falar nele, ontem surgiram algumas observações e até questões, do tipo de resolver no Google. Bom, mas já que o pote é esse, vou colocá-las aqui:

1. As frases bestas que esses comentaristas e o Bestão Bueno dizem tipo "os coreanos estão começando a gostar do jogo". Quem inventou?

2. Gente, que câmeras! Muito, muito massa. Tem uns replays com uns closes assim muito massas, e uma que voa, assim, lá no céu.

3. Aquele gramado, muuuuito lindo. Comé é q eles plantam? E pra formar aquele xadrez, eles tingem pra ficar verdes diferentes? Ou são tipos diferentes de gramado?

4. Como eles fazem pro barulho das vuvuzelas (tá certo o nome?) ser contínuo? É porque sempre tem alguém assoprando em algum momento? Aliás, funcionam assoprando mesmo, ou é apertando, tipo buzina?

Faz um tempão que eu não coiso...

...aqui no miolo! Que saudades! Gente, acho que fiquei uns 15 dias sem mesmo ler nada aqui! Tanto que, mesmo com muita avidez, demorei um tempinho pra conseguir ler os últimos posts, comentários, ficar atualizada, coisada, coisa e tal. E, embora eu estivesse em outras terras e viajaaaando com meu amor, amei o pote de o que te faz perder a vontade de coisar.

Sábias mioletes, vocês, naturalmente, souberam reunir itens importantíssimos. Essa babada básica é pra vocês me perdoarem se eu disser que o fator "ser o meu love" é determinante, né? Tem que ter ser eleeeeee... senão, eca! Aaaaargh, eca pra mim, como eu tô melosaaaaaaaa!

Mas tá, deixando a melosidade de lado, eis coisas brochantes:
Por um lado: brutalidade, falta de respeito, diminuir a mulher, elogiar os atributos físicos de outra (afinal, a mulher mais linda e perfeita do universo sou EU, né pra ser assim?) etc.
Por outro: falta de criatividade, falta de iniciativa, pedir licença pra coisar do jeito A ou B, etc.

Ah, ia esquecendo. Sim, faz todo sentido. Quem come é a Sra. Vageeeena. Mas sempre acho que eles podem ficar sem saber disso kkkkkkkkkk

segunda-feira, 14 de junho de 2010

O contrário

Eu não curto futebol, não gosto de futebol, não venero futebol, não entendo a paixão pelo futebol e odeio o Galvão!!!

Mas, pra não parecer a mal humorada mór, posso dizer que simpatizo com os jogos do Brasil na Copa. Obviamente que não pelo futebol, mas pela mobilização, pela cerveja, pela reunião. Por mim todos os jogos da copa poderiam ser celebrados da mesma forma: amigos, cerveja, muita diversão e tv desligada (ou pelo menos no mudo - kkkkk).

Pernas pra que te quero...

Jogo, jogo, jogo. Torci Holanda, lastimei a perda de identidade de Camarões e, agora, neste intervalo, vejo-me inspirada por Itália e Paraguai. Sabe, detesto os preconceitos que relacionam mulher e futebol: sim, eu gosto; sim, eu vejo; sim, eu entendo. Sei bem que tem um montão de mulheres que não gosta, não vê, não entende. E daí? Outra coisa que me desagrada é a euforia cega e a lógica do ganhar não importa como. Pra mim, importa. Como em tudo mais na vida, acho importante ter valores, ter princípios. E eu, eu sempre fui governada pelo desejo e pela estética.

Mas, como estou numa onda paz&amor, resolvi relevar todos estes elementos. Assim, no espírito "viver a vida" (ai, ai), vou começar dando logo motivo para o avanço dos estereótipos. Fiz os top 10 da Copa. Não, não consegui colocar em uma ordem. O que vier, morre, diz minh'alma guerreira:

- Gourcuff (talvez seja mesmo o mais gato)
- Canavarro (Itália)
- Gerrard (God save the Queen)
- Jamie Carragher (mais um pouco da Inglaterra)
- Jonás Gutierrez (não tenho nada contra os hermanos)
- Gerard Piqué (ardor espanhol)
- Gilardino (que seleção, esta italiana!)
- Miguel Veloso (não podia faltar um representante lusitano)
- Serdar Tasci (novinho demais, mas estou liberal hoje)
- Daniel Agger (da terra de Hamlet)

Isso sem falar dos goleiros, que safra, meudeus! E quando eu digo que são gatos, não entendam só no sentido da elasticidade e dos exímios reflexos...Tem o Casillas (espanhol), Mariano Andajur (argentino), Cedric Carrasco (francês) e, claro, o mais goleiro dos goleiros desta estirpe: Júlio Cesar.

Daí entro no próximo item: como, aiaiai, chegamos a uma situação em que o melhor jogador do Brasil é o goleiro? Porque o Dunga é o técnico, ora, borboleta. Um Dunga infeliz e zangado, juntando mais anões do que deveria ser permitido a uma pessoa só. O louco do Maradona pelo menos levou seis atacantes. Pode não ganhar, mas vai ser bom de ver. O nosso levou seis volantes de contenção. Pode ganhar, mas que sono. O que não deu sono? O primeiro jogo da Alemanha...que surpresa! Além de lindos e loiros, souberam jogar com alegria, objetividade, até drible rolou! Delícia. E um placar elástico, pra lembrar quem é que manda: 4X0. Também me agradou a Holanda e suspeito que vai agradar cada vez mais até ser eliminada, como sempre. É isso aí, a Copa é a época do eterno retorno, por exemplo: A Holanda jogou como nunca, perdeu como sempre. Outro: é a época em que quem conhece menos, torce mais e quem conhece mais, torce menos. Não conheço tanto, mas é o suficiente pra torcer menos do que eu gostaria. Que venha a super Coreia do Norte...haja coração!

domingo, 13 de junho de 2010

Copa do Mundo... vai que é tua miolete.....

Mioletes,

Fui convocada aos 45 do segundo tempo para definir o pote da semana.

Eu adoro futebol e achei deveras oportuno o nosso pote da semana ser "COPA DO MUNDO".

Espero belos dribles, gols de placas, defesas inacreditáveis, arrancadas e contrataques, lances geniais, penalidades decisivas e goleadas históricas desta nossa seleção.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Difícil

Devo confessar que este tema foi difícil...

Não, não pense que sou puritana ou tímida para não querer expor minha pessoa.
Na verdade foi complicado descobrir o que me faz brochar..... eu gosto da coisa e quando eu quero é difícil me fazer mudar de idéia....rsrsrsrs

Acho que uma das coisas que me faria ter raiva grande (pq nas raivas pequenas, a gente termina o serviço e depois resolve a raiva) é se eu fosse chamada de outro nome (espero que continue sem acontecer).

Estar doente me deixa meio mole, mas dependendo dos agrados ainda dá prum rala e rola....

Acho que não daria para aguentar mesmo a falta de higiene.... mau cheiro, coisas eca, sei lá....

Espero continuar tendo dificuldade de elencar meus fatores brochantes e que todos eles fiquem só na possibilidade, no acho que, e no quem sabe.....

Antes tarde do que nunca 2

Tudo bem que eu demorei mas não precisa cobranças, sei não... rsrs

Vamos lá o que interessa!

Bem, o que me faz brochar? Meu estado de espírito! Preciso ser mimada, dengada (o que meu amor faz muito bem) pra entrar no clima. Quanto aos termos: se é fazer amor, fazer imoralidades, ou F...., T......, ou qualquer outra coisa não importa quando estamos num momento de extrema intimidade com a pessoa amada, quando existe respeito, quando você sente esse respeito, quando tudo o que seu amor quer é lhe dar prazer; acho que ta valendo! Já tive problemas com isso mas aos poucos tenho me libertado de preconceitos que cultivamos bestamente.
Quanto ao comer: pense num verbo bom, igual e agradável. Eu como, tu comes, ele come, nós comemos...
Ah! concordo com a Li, outros nomes, cara companheira, não só me fazem brochar mas me fazem ficar furiosa! E furiosa não rola!

Antes tarde do que nunca

Oi folks

Demorei, essa coisa de feriado me pegou de jeito. Mas to escrevendo viu, chefa burbuleta.

Sobre o tópico em questão... q dúvida cruel!! Usei os posts de vcs pra usar como parâmetro e concluí: não sou fresca. Mas isso não quer dizer que seja sem regras, está totalmente excluído o mal gosto... bom senso é primordial (mas se o cara tem bom senso se percebe antes de chegar nesse ponto).

Mas tem 1 coisa: não gostaria mesmo é de ser chamada com o nome de outra mulher. Digo não gostaria pq não lembro de isso ter acontecido comigo (acho que os meus cafas sempre foram organizadinhos kkk), mas ia ser o fim.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Moça precavida

Não gosto muito de pensar no tempo passado. Embora me satisfaça olhar para trás e ver as minhas conquistas, os números me assustam: 23 anos de miopia, 18 anos de amizade com a turma da ETFCE (que virou CEFET e IF), 15 anos que entrei na faculdade, 11 anos de formada, 7 anos de casada. Tenho um afilhado que hoje completa 15 anos... Ai, meus sais!

Bom, mas voltando... É isso mesmo que você leu: 7 anos de casada. Como sou 100% monogâmica, e como nós dois usamos a língua, entre outras coisas, para nos comunicar, não é de se estranhar que já tenhamos aparado quaisquer arestas da ordem de presença/ausência de ruídos, palavras e gestos. Tudo lá, discutido, debatido e publicado nos anais... Tudo em prol da SBPC.

Precavida e fresca que (também) sou, não fiz mais que minha obrigação, uma vez que não podia simplesmente vestir a roupa e ir embora, uma vez que eu e o marido moramos juntos...

meu alter-ego é precavido, como eu
                                                 'Noite, John.            Café da manhã de amanhã.

Então, o que me “brocha” hoje em dia são situações corriqueiras, ou discussões sobre outros aspectos da vida conjugal que chateiam mesmo (in the other hand, são uma ótima desculpa para fazer “as pazes”... siéqui....)

domingo, 6 de junho de 2010

Tão lindos...

Esses momentos são tão maravilhosos que acho q só 2 coisinhas muito raras me fariam parar tudo: rotina e falta de sons emitidos pelo homem. Fora isso... que se faça ciência!!

Fresca

Taí, que pote importantíssimo. Consegue abordar variações linguísticas, comportamento feminino, cultura, papéis sociais, questões metafísicas como os aspectos relacionados à quem devora quem (sei lá, uma coisa meio esfinge). Ou seja, um pote refinadíssimo minha cara Lori.

Então: eu sou fresca! Quem quiser dizer, pode dizer, é verdade. Sou fresca. Nessas coisas de coisar, então, sou um horror de fresca. Eu nunca, jamais, de forma alguma iria f**** alguém. Quanto mais dizer isso! Não tem perigo. Eu namoro. Faço imoralidade. Eu sei, minhas amigas mais realistas e inteligentes já me disseram o quanto é irritante este jeito menininha. Mas já tentei mudar e não funciona. Não mesmo. Isso não quer dizer que eu não seja atirada. Sou! Mesmo. Dou em cima do meu jeito que é falando, falando e falando.
E ele? Ele tem que ter classe. Não sou muito criteriosa com cantadas. Se ele me agradar fico predisposta a achar tudo um ponto acima: mais engraçado, mais inteligente, mais sagaz do que eu acharia usualmente. Mas tem coisa (olha aí o coisar de novo!) que não suporto. Não tolero. O que mais me irrita, o que corta totalmente minha - como dizer? - minha animação, é a vulgaridade. E aí, destacam-se palavrões, frases de duplo sentido, gestos de mau gosto...Não gosto. Não fico. Não quero. Visto a roupa e vou embora.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

VOU TE COMER

Pelo q entendi o pote desta semana é meu.
Então já vou me desculpando por estar adiantada um dia, mas como amanhã vou ficar sem net e já é quase sexta...
Bom, resolvi questioná-las sobre o que é dito pelos parceiros ou pretendentes a tal, na hora daquela paquera direta e que as faz brochar.
Alguém pode me questionar dá onde veio esta ideia.
Ok, já vou explicando.
Semana passada estive em uma festa com amigos íntimos e após algumas taças de sangria e coisa e tal chegamos ao assunto das coisas. Das coisinhas, ou das pessoas coisando... sabem como é, toda a conjugação do verbo coisar (que apesar do meu professor de redação dizer q é palavra proibida pq não significa nada, pra mim significa tudo, e sua multiplicidade me encanta).
Pois bem, daí um dos garotos disse: " Se uma mulher olhar nos meus olhos e disser eu quero te F__er, ela acaba comigo." E ele justificou "F__er é F_da, pesado demais pra uma mulher."
E sabem, concordo com ele!!! Por mais q digam q vale tudo na sedução, amigas, estilo é estilo!!!
Daí pensei, odeio quando um indivíduo, chega plageando o atual hit das paradas:"vou te comer!! vou te comer!!!" Vejam bem mioletes, o que leva os homens a terem uma auto estima alta ao ponto de achar que podem me comer? Me digam, quem come não sou eu? Se há um orifício e algo é introduzido lá, é o orifício q come o objeto, não o contrário, certo? Tudo bem que agora penso que posso usa isso a meu favor, provando na prática que ele está absolutamente errado. Mas, sabe Deus porque, quando a frase chega aos meus ouvidos fico profundamente irritada.
E vocês companheiras? O que as faz sair do clima?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Uma declaração

You just call out my name,                 Apenas chame meu nome
and you know wherever I am               E você sabe, onde quer que eu esteja
I'll come running, oh yeah baby          
Eu virei correndo
to see you again.                              
Para te encontrar novamente.

Sobre a polêmica do trechinho, não se falou nada sobre links ou vídeos... Então, vou completar minha declaração com este e outro vídeo sobre amizade que me emocionam...


Eu again

O que me deixa com raiva: incompetência. Não quer dizer que a pessoa tem q saber tudo e nunca errar... mas ter a mínima noção de que: se trabalha no atendimento ao cliente, tem q atender (minimamente) bem; se é gestor de alguma coisa, tem que ter noções básicas de administração (não necessariamente como disciplina); se é orientador, tem que saber do assunto e de fato orientar... e por aí vai...

Sobre a música, qm me conhece sabe q sou mais da melodia do q da letra. No entanto, isso não impede que goste de várias letras. Escolhi uma do Pink Floyd pq é minha banda preferida (e publicar apenas um trechinho da Dogs poderia gerar conflitos de interpretação).

"The lunatic is in my head" (Brain damage - Pink floyd)
"o lunático está na minha cabeça".

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk