domingo, 1 de maio de 2011

Rói

Minha resposta vai no caminho do óbvio: o amor é um bichinho que rói, rói, rói...rói o coração da gente e dói, dói, dói. Além disso, a fome rói. E a saudade. 

Outras sensações como medo, ansiedade, preocupação geralmente não róem em mim, fazem uma coisinha diferente que é tipo um bloco de gelo bem no meio do peito e um peso no estõmago. Enorme peso que às vezes salta pros ombros. 

Quando estou feliz? Não, nada rói. Quando estou feliz tenho estiramento nos músculos faciais por não conseguir parar de sorrir. Quando estou feliz fico ainda mais desengonçada porque dá vontade de dançar quando ando. Quando estou feliz sinto sonhos nos olhos.

Mas, na verdade, o rato é que rói...a roupa do rei de Roma.

6 comentários:

Andressa disse...

a saudade é uma coceira na pele...

Shuzy disse...

Meu coração tá todo roído
hehe

(Adoooro esse ratinho aí!)

Anônimo disse...

Mininas, saudades de vcs!! Mto tempo sem v o pote... E pelo visto vcs tb!! Mas q ótemo q estamos de volta!!! Espero continuar a ler Vocês! Xero
Lara

Luis Eustáquio Soares disse...

roer e ser roído até não sabermos mais quem roi, quem é roído, visto que tudo é fluido.
b
l

Kleyton Wheed disse...

Gostei do seu Blog! achei bom de verdade!
parabéns por esse lindo trabalho!! :D
me visite também e veja o que acha, se quiser
que eu te siga é só me seguir! abraços

Drisph disse...

Olá, passando rapidamente por aqui, voltarei com mais tranquilidade, e de antemão, te parabenizando pelo blog, e te convidando a ir lá, conhecer o meu, ainda dá tempo de vc participar do sorteio do dia 10, basta seguir o blog e deixar um comentário - quero participar do sorteio; conheça os livros, são 10 livros p/ vcs, dos nossos novos autores! E o mês que vem, tem mais 10, corre lá, sigo-te aqui, bjs