sexta-feira, 11 de março de 2011

Carta aberta a uma borboleta

Natal é bom. Aniversário é bom. O presente chegando e a gente sabendo que ele vem. Você foi esperta, encomendou os seus. Tal como uma amiga tua, começou a espalhar aos quatro ventos: “meu aniversário vem chegando”, não deu brecha pra ninguém esquecer. Mais abusada ainda, pediu. Gentis como seus amigos são, vieram lindos, alegres, entrecortados, melancólicos e doces. Vieram abundantes e transbordantes, combinando com a aniversariante. Apesar da minha trégua na internet, cheguei e li tudo. Foi um presente pra mim também.

Mas o inesperado também é bom. Aquela lembrancinha que vem do lugar mais improvável: como um post de uma irmã que não é muito chegada às palavras – ou elas que não são chegadas à mim... (lembra da minha insônia de letras?). Pois é, enrolei pra dizer que daqui também vem uma lembrancinha.

Passo o ano ao teu lado. Somos irmãs e vizinhas. Trabalhamos juntas, as salas dividem uma parede. Além de paredes, dividimos alegrias, dividimos contas. Rimos juntas cada vez mais e brigamos cada vez menos – cortesia das nossas idades, creio eu. Apesar de toda a proximidade, agora eu sinto. Sinto não estar perto de ti na alegria do teu aniversário. Eu até poderia te abraçar na segunda-feira, mas... eca, a magia vai ter passado.

Embora a embalagem seja surpresa, o conteúdo é conhecido: te amo, te admiro. Apesar de (em letras garrafais).

Rimos juntas cada vez mais...

Feliz Aniversário!  

4 comentários:

HG disse...

Amei o post, Lica...Parabéns Lu...
Tb lamento estar longe.

Ana disse...

Impressionante como nessa foto voces estao iguais ao pai e a mae de voces!

Lica querida, lindo texto. Voce deveria escrever mais e sempre.

Lu, borboleta Lu, FELIZ ANIVERSAAAAAAAAAARIOOOOOOOOOO!!!!!! Nao sei como colocar em letrinhas toda a felicidade que desejo a voce. Mas voce sabe que eh de coracao.

Beijos mis!
Ana

Borboletas nos Olhos disse...

Eita, como é que se diz em palavras a garganta meio coçando,os olhos ardendo e um sorriso engolindo o mundo? hein? hein?

Anônimo disse...

Você fez falta entre os Nepomuceno's :D Não teve quem não lembrasse de você no aniversário da borboleta.


Mari