domingo, 28 de fevereiro de 2010

Autorretrato - Fevereiro/2010

Onde foi que eu deixei as chaves? Em cima da mesinha? Nao. Dentro da mochila? Nao. Da bolsa? Nao. Ah, estao do lado do cafe e do remedio pra azia. Ta quente la fora. Nao, ta frio. Preciso das luvas. Na mala baleia azul? Nao. Baleia sou eu. To gorda... Ah, no saquinho de pecas intimas e miudas da ultima viagem. Na outra mala. Por que nao aprendo a desfazer as malas assim que chego? Saco. Mas antes de sair vou deixar o carneiro no forno. Sal, pimenta-do-reino moida na hora, mostarda, shoyu, molho ingles e raspas de tangerina. Cade o gengibre? Ih, apodreceu. Vai assim mesmo, sans gengibre. Preguica de acrescentar alho e cebola. Se tivesse um vinho tinto ia ser otimo. Nao tem. Deus abencoe quem inventou o papel-aluminio. Agora eh so deixar assar em fogo baixo ateh dar um trovao. Quando voltar preparo o arroz. Putz, se tivesse feito o carneiro cozido dava pra fazer um pirao. Mas nao tem farinha. Ouquei, deixa pra proxima. Fio, precisa de alguma coisa do supermercado? Espuma de barbear. E remedios. Na farmacia, ok. E cigarros. Malditos cigarros. Trocar o sapato, lalala, vestir o casaco, lalala, a echarpe, lalala, bye baby, love you, will be right back, arrastar o carrinho de compras. Dinheiro? Ok. Cartoes de credito? Ok. Passaporte? Ok. Chamar o elevador. Olho pro indicador que aperta o botao. Esqueci as luvas. Preciso fazer as unhas. Vermelho. Mas nem vale a pena, com a ruma de louca pra lavar todo dia. Chega o elevador. Abrir o elevador com a chave (!?!). Entrar, plunct! - uma sacudidela. To gorda... Sair do elevador, caminhar alguns passos, abrir o portao do predio. Frio. Sair caminhando, dobrar a esquerda. Salve, Giulio! Salve, Angelo! Dora, come stai, tutto a posto? Dinheiro-cartoes de credito-passaporte? Ok. Lalala. O iPod me acompanha na falta de uma amiga querida pra conversar, discutir, arengar. "I Will Survive". Mais um pouquinho, chegar ao supermercado. Nao esquecer o papel higienico. Mostarda, pao, "prostituto" (prosciutto), scamorza. Espuma de barbear! To na contagem regressiva, tenho que comprar mozzarela di bufala tambem, alias, tenho que comer mozzarela di bufala todo dia ateh ir embora. Sabe-se la quando vou comer de novo? Bom, se nao for paneer ja to no lucro. Caralhos de asas, esqueci de colocar alecrim no carneiro. "Bue Moon". Eh que o iPod ta no aleatorio. Ulha, um queijinho pastoso com lactobacilos! Vivos! Chocolate, biscoitinhos de amaretto, cerveja, vinhos, tarallnii - ai, tarallini... - pizzas prontas tambem porque ninguem eh de ferro. Caixa, tudo pago. Dinheiro-cartoes de credito-passaporte? Ok. Ir na velhinha da tabacaria comprar cigarros. "Milord". Buona sera, etc. Cigarros, ok. Carvedilol e Lasix na farmacia. Remedios pra emagrecer no mostruario a direita. To gorda... Grazie mille, arrivederci, caminho da roca, digo, de casa. Dinheiro-cartoes de credito-passaporte? Ok. Mesma sequencia, so que na ordem inversa: portao-elevador com chave. Chegar em casa. Fio diz que acabou de receber um email pedindo que a gente calcule uma especie de milagre. E eu esqueci o papel higienico.

5 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Se eu conseguir parar de chorar comento...

Borboletas nos Olhos disse...

Parei de chorar, mas comecei a rir e não parei ainda...

Borboletas nos Olhos disse...

Um pouco mais organizada emocionalmene voltoaqui pra esclarecer: chorei de saudade. Que vontade, caríssima. de alternar com seu iPod. Depois foi o riso: sim, a melhor forma de se descrever é pela ação. Você é tão lindamente assim. E será lindamente a mesma e outra fazendo outras coisas por aqui, sob o sol. Um miolo de mais alto nível no pote desta primeira semana

Lica disse...

kkk, eu tenho um trauma com "onde estão as chaves?", esqueci isso, faltou aquilo... a diferença é que, as chaves, eu sempre perco mesmo.

Danielle disse...

Cada vez que "leio" você me dá mais vontade do seu colo.
Adorei!