quarta-feira, 7 de abril de 2010

E a vida: ela é maravilha ou é sofrimento?

Lá vem um pote cheio de perguntas difíceis de serem respondidas. Veio com uma ajudinha sobre a paixão, mas o que dizer sobre o sofrer?

A língua portuguesa tem lá suas riquezas, e se a gente entra no mundo luciânico dos dicionários, percebe como a danada é bonita e safada. Por exemplo, se se pega o sofrimento:

s.m. Dor física ou moral; padecimento, amargura. / Desgraça, desastre.

Ou seja, só coisa ruim... Mas se se busca o sofrer...
v.i. Sentir dor física ou moral, padecer: já sofreu muito. / &151; V.t. Sentir, experimentar, passar: sofreu fome e sede. / Suportar, tolerar: não pôde sofrer tão grande decepção. / Admitir, permitir: não pode sofrer nenhum atraso. // Sofrer de, ter dores, ser atormentado por: sofre do coração.
Lá está o danado do verbo transitivo: sofrer esse sentimento, seria experimentá-lo? Suportá-lo? Permiti-lo?... Não, permitir não... Amor não se permite, como já disse Chico, brilhantemente interpretado por Maria:
“Foi chegando sorrateiro
E antes que eu dissesse não
Se instalou feito um posseiro
Dentro do meu coração “
O amor se instala sem permissão, mesmo que a criatura amada nem sonhe (aí, nesse caso, amar é sofrer duplamente, rs).
Mas, enfim, respondendo o farfalhar desta borboleta, seja transitivo ou intransitivo este verbo, eu acredito que sim, amar é sofrer. Mesmo amando e sendo amado: sofre-se de saudade, mesmo que por algumas horas; sofre-se depois da discussão do fim de noite, sofre-se pela espera dos beijos reconciliadores... E o mesmo se aplica aos filhos, pais e quaisquer outros seres amados. Então, eu não duvido, amar é sofrer...
_____________________________
P.S: Só eu aqui?

8 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Primeiro,meu serno obrigada. Estava doida pra escrever, mas como postar primeiro sobre seu próprio pote/ Coisa feia demais. Agora, estou liberada, vem aí meu tratado (rsrs).

Agora, meus comentários (sim,plural):
1.Amei o uso do dicionário;
2. Amei a presença do Chico (já me fez ir ao youtube e morrer de rir e me emocionar com a dramatização dos trapalhões)
3.Você usou nossa conversa (puxa, eu ia usar, buá)
4. Transitivo ou intransitivo, eu amo esse blog e amo vocês que fazem minha vida tão mais bonita e sofrida (no sentido de sentir, experimentar, passar, rsrs)

Borboletas nos Olhos disse...

Serno é terno...

Borboletas nos Olhos disse...

Ahá, olhando a estatística do blog, tem-se a confirmação: a faladeira não sou eu...

Lica disse...

É, você tá com sete, postando uma vez por semana... Imagina se a gente te dá cabimento...

Danielle disse...

Adorei o post, adorei a estatística...
Esse pote ta ficando chique!

Pipoca disse...

Vale lembrar que a estatística não separa aqueles 6 em 1.....
Se assim o fosse, cara Borboleta, vc estaria dando de goleada...

Borboletas nos Olhos disse...

Ah, isso é que é tirania e censura...além da quantidade, vão regular o tamanho do post? Aí eu vou fazer só haikai

Nanica disse...

Olha quem fala em tirania! É sim, meninas, amar é viver, amar é sofrer! Ora, ora! Tem uma estatística!