quinta-feira, 13 de maio de 2010

Nação!

Não podia deixar de falar nela: na minha nação! Em ano de copa então, tem que se falar...

Não, não falo no Brasil. Nem na copa do mundo. Falo da minha nação, a nação rubro-negra, que mesmo após a derrota ontem na copa libertadores da américa, ainda vibra, ama, se derrama pelo time. Como não reconhecer a si mesmo dentre aqueles milhares de rostos anônimos envoltos pela mística rubro-negra? Como não se deixar levar pelos cantos, pelo frisson desta nação? Como não chorar diante das conquistas e das derrotas? Não, não há palavras que expliquem essa paixão. Nação, teu verbo é sentir.

2 comentários:

Borboletas nos Olhos disse...

Eu sinto! Torço! Amo!

Danielle disse...

em ano de copa não tem como fugir! rsrs