segunda-feira, 26 de julho de 2010

Intervenção

Vocês sabem que eu reluto em intervir e só o faço em casos extremos. O protesto da Dani caracteriza: caso extremo. Eu bem sei que a Joie se afogou em corações, a Nanica está exilada no Cariri, a Li só pensa em SBPC e a Lica está de férias. Sei que a Pipoca está atolada em trabalho e a Lori idem (ano político é osso). E ainda sei que, fora a Aninha ter regime especial, ela está de mudança...

Mas saber tudo isso não me impede de sentir uma falta danada das palavras de vocês. E olhem que eu tenho a sorte de ver/falar com grande parte de vocês em outros espaços. Mas o cantinho que a gente construiu aqui é especial.

Assim, mesmo não sendo minha vez, nem sendo sexta-feira, estou aqui para propor um tema. E, já que estou assim, sentimental e com uma ausência danada em mim, não podia ser diferente: vamos falar de saudade!

Tem duas frases sobre saudade que fazem meu coração bater mais que bumbo de escola de samba:

Rubem Alves: "A saudade é a nossa alma dizendo pra onde ela quer voltar"
Drummond: "Também temos saudade do que não existiu, e dói bastante"

Assim, está proposto o mote da conversa: Pra onde sua alma quer voltar? E de onde ela sente falta sem nunca ter ido?

E, como já cantava a Daniela Mercury: "não, não me abandone, não me desespere, porque eu não posso ficar sem você..."

4 comentários:

Danielle Martins disse...

"... porque eu não posso ficar, ficar sem te ver..."

Borboletas nos Olhos disse...

E, especialmente, Nanica, dá sinal de fumaça, dá, dá...

Lica disse...

kkkkkkkk, adoro intervenções...

Quando a família não dá conta, o estado assume!

Vou já já derramar minha saudade

Lori disse...

Não, a política não me faria abandoná-las.
Mas o Fortal fez só um pouquinho!!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk